Diretor: 
João Pega
Periodicidade: 
Diária

“Insónia” de Fernando Mendes chega à Mealhada em dose dupla


tags: Teatro, Teatro, Mealhada, Insónia, Teatro Categorias: Cultura segunda, 11 fevereiro 2019

Agendada para a noite de 9 de março, a "Insónia" de Fernando Mendes rapidamente esgotou. O ator e apresentador anunciou uma nova sessão, às 16h de 10 de março, para proporcionar ao público, que não conseguiu ingresso para a primeira sessão, uma tarde muito animada.

Apresentador do programa "O Preço Certo", na RTP1, há 15 anos, Fernando Mendes é uma figura bastante conhecida dos portugueses. Neste momento, o apresentador partilha o seu tempo entre a televisão e o teatro, onde tem esgotado as principais salas do país, merecendo da crítica e do público os maiores elogios.

Fernando Mendes apresenta-se em palco a solo e encarnará a personagem de um vendedor de vinhos e licorosos, “que vive com a corda ao pescoço”, tal como se descreve na sinopse da peça. Em palco o público poderá acompanhar os problemas de Custódio, tanto ao nível financeiro como familiar.

Conforme descreve a autarquia, a personagem representada por Fernando Mendes é a do "comum português de classe média, que vive afogado em dívidas e créditos", mas acrescido a isso, está a viver um processo de divórcio. "A mulher, Sónia, esgotou de vez a sua paciência para com o marido que é cada vez mais um falhado e um tipo sem rumo ou grandes objetivos de vida para além de comer, beber e dormir", conforme descreve a sinopse da peça.

Em palco, o público pode ver "um marido ausente e um pai ainda mais. Não tanto por falta de amor, mas mais de energia, Custódio sente-se cansado, pesado e sem paciência. A única ginástica que faz é financeira e a pouca pachorra que ainda vai tendo é para o trabalho", avança a autarquia em comunicado de imprensa.

"Aos 17 anos começou a trabalhar como padeiro. Hoje em dia vende vinho, mas, na verdade, é quase tanto aquele que bebe como aquele que vende. Até gosta do que faz e acha-se entendido em vinhos, não o sendo verdadeiramente. É, em boa verdade, um tipo sem grande profundidade intelectual e sem grandes teses filosóficas. Por sua vez, é desenrascado e tem lábia de vendedor. O típico português de café que fala de tudo sem dizer quase nada", de acordo com a sinopse da peça. "Certa noite, Custódio, que sempre teve preguiça de pensar muito na sua vida, pára para pensar e ao contrário de passar a noite a ressonar, como é o seu hábito, não consegue dormir. Tem uma terrível insónia. Uma insónia onde vai questionar tudo na sua vida e tentar encontrar soluções. Só que, por mais que grande parte dos seus problemas tenham soluções óbvias, para um homem que foi toda a vida assim, a mudança não parece fácil", garante a autarquia em nota de imprensa.

O palco é, então, o espaço onde Fernando Mendes protagonizará "uma hilariante crise interior", através da qual, o seu personagem, vai tentar "alcançar a paz de alma necessária para que volte a conseguir dormir".

Ao longo de 90 minutos, "Insónia" promete ser um espetáculo para "brincar com coisas sérias", no meio das quais vão sendo exibidos programas de televisão, "que Custódio vai vendo para ver se chama o sono", nos quais Fernando Mendes protagoniza, também, "momentos muito improváveis com alguns dos seus amigos e colegas de toda a vida".

De acordo com a autarquia os bilhetes para a segunda sessão da peça, dirigida a maiores de 12 anos, já estão disponíveis em bilheteira. Os ingressos mantêm o custo de 15 euros e podem ser reservados a partir do endereço de correio eletrónico do Cineteatro Municipal Messias (teatromessias@cm-mealhada.pt). Para informações mais pormenorizadas, a autarquia recomenda a consulta da página de internet do cineteatro (http://cineteatromessias.cm-mealhada.pt).