Entrar  |   Registe-se  |   Ajuda
12 Dezembro 2018
quarta-feira


Apresentação
Estatuto editorial
Ficha técnica
Newsletter
Publicidade
Contactos
Onde Estou? Página Inicial » Frontal.com » Entrevista
Pesquisar
“As nossas raízes nascem da força do Rock, onde o tronco é a direção e cada ramo é uma canção”
03 Out 2018, 00:00
Galerias Relacionadas:
  0 video(s)
  0 som(s)
  0 documentos(s)
Visualizações: 707
Acessibilidade:

Blind Zero é a próxima proposta da agenda cultural do Cineteatro Municipal Messias. A banda de rock portuguesa vai subir ao palco no dia 6 de outubro, pelas 21h30, mas antes disso o Jornal da Mealhada falou com Vasco Espinheira, guitarrista da banda, para tentar desvendar as surpresas que os “roqueiros” do Norte propõem aos mealhadenses no dia do concerto e para satisfazer algumas curiosidades sobre o novo trabalho, editado em outubro de 2017, “Often Trees”.

 

JM -  Este é o oitavo álbum da banda. Depois de mais de duas décadas a editar trabalhos e fazer espetáculos, é necessária a “reinvenção” da banda?

VE - Nascemos com pavor a petrificar e o brilho do cristalizado também nunca nos atraiu. De disco para disco obrigamo-nos a afastar-nos criativamente do passado. Cada novo disco, é um novo primeiro disco, de uns novos Blind Zero. A nossa longevidade assenta nesta vontade autoimposta de arriscar pelo simples gozo do risco na exploração musical.

JM – Referem-se ao “Often Trees” como um “disco de mutação sonora” associando-o à constituição de uma árvore. Pode explicar o porquê dessa associação?

VE - A árvore tem uma enorme carga simbólica. Ela representa algo em constante mutação, crescendo para o céu, mas sempre com um crescimento sustentado e solidificado das suas raízes, que lhe dão o equilíbrio a cada passo da sua evolução. A beleza da árvore vem do conjunto das suas singularidades e assimetrias, cada ramo, cada folha, que no seu todo formam um rendilhado repleto de harmonia. As nossas raízes nascem da força do Rock, onde o tronco é a direção e cada ramo é uma canção que vive de um aglomerado de direções, diferentes formatos, sempre pintados pelas cores verdes, castanhas ou vermelhas das palavras.

JM – “Often Trees” é um trabalho editado em CD, cassete, vinil e digital. Qual o motivo da aposta nestes quatro formatos?

VE - Para além dos formatos tradicionais, CD e digital, quisemos lançar o “Often Trees” em vinil pela sua beleza estética e pela sonoridade rica. Outra das razões para o vinil, e especialmente para a cassete, é que estes dois formatos apelam à audição do disco na íntegra. Hoje, ouvir um disco é um ato de paixão e coragem. O “Often Trees” é um disco de descoberta onde a cada audição se descobre um novo som ou uma nova camada sonora que nos transporta para uma experiência diferente da anterior.

JM – Lançaram o vosso trabalho em outubro do ano passado. Que recetividade tem tido do vosso novo disco?

VE - Tem sido incrível a forma como o “Often Trees“ tem sido recebido. É curioso como tanta gente nos tem dito que com o “Often Trees” voltaram a descobrir ou a ouvir Blind Zero como pela primeira vez. Estamos extremamente contentes com a forma como as canções do "Often Trees" ganham uma nova intensidade ao vivo.

JM – Os Blind Zero são uma banda de rock há 24 anos. Porquê concertos em formato acústico?

VE - Depois de meticulosamente experimentarmos cada som e palavra do disco, num processo onde o tempo pouco importa, dá-nos um enorme gozo desfazer todas as camadas sonoras e procurar de novo a essência da canção, para que ganhe uma nova vida independente em formato acústico.

JM – O que é que os mealhadenses podem esperar do vosso espetáculo, no dia 6 de outubro?

VE - Uma viagem exploratória com o Bussaco à espreita, pela densa floresta do “Often Trees”, onde cada trilho terá uma recompensa.

JM – Existem surpresas preparadas? Podem desvendar alguma?

VE - Cada concerto vive de uma dinâmica diferente do anterior. Para além do planeado, existe sempre lugar para o inesperado acontecer e quando acontece…

Tags: Blind Zero, Música, Entrevista
Documentos para Download
Notícias Relacionadas
Classifique esta notícia:  Sem classificação
0 Comentário(s)
Videos
Mais comentadas
Mais lidas
Pesquisa de imóveis »
 
Terreno Para Construção
Venda -
Aveiro
Murtosa, Murtosa
Consultar Imóvel »
Moradia T4
Venda - Novo
Aveiro
Aveiro, Oliveirinha
Consultar Imóvel »
Quartos   
© 2011 Jornal da Mealhada. Todos os direitos reservados. Política de privacidade Desenvolvido por  Marques Associados Digital Lda.